Thornton Niven Wild Facts


b>Novelista e dramaturgo Thornton Niven Wilder (1897-1975) ganhou dois prêmios Pulitzer por suas peças Nossa Cidade e A Pele de Nossos Dentes, escritas em 1938 e 1942 respectivamente. Seu romance mais conhecido, The Bridge of San Luis Rey, também lhe concedeu um Prêmio Pulitzer em 1927.<

Nascido em 17 de abril de 1897, em Madison, Wisconsin, Thornton Niven Wilder viveu na China quando adolescente, onde seu pai era Cônsul-Geral dos Estados Unidos em Hong Kong. Ele freqüentou a Escola da Missão Inglesa China Interior em Cheefoo, mas retornou à Califórnia em 1912. Graduando-se em 1915, ele freqüentou o Oberlin College antes de se transferir para a Universidade de Yale em 1917. Ele serviu na Primeira Artilharia Costeira em Rhode Island em 1918 durante a Primeira Guerra Mundial, retornando a Yale após a guerra. Em 1920 ele recebeu seu bacharelado e viu a primeira publicação de sua peça The Trumpet Shall Sound in Yale Literary Magazine.

Wilder começou seu romance The Cabala na Academia Americana em Roma, em 1921. Em Nova Jersey ele lecionou na Escola Lawrenceville enquanto ganhava um mestrado na Universidade de Princeton. Ele recebeu seu diploma em 1926, o ano de publicação de The Cabala. Sua publicação coincidiu com a primeira produção profissional de The Trumpet Shall Sound do American Laboratory Theater. Mas seu trabalho inovador foi The Bridge of San Luis Rey (1927) que o impulsionou para a vanguarda da literatura americana.

Um viajante cosmopolita de toda a vida, ele ensinou mais tarde na Universidade de Chicago (1930-1936) e na Universidade do Havaí (1935). Ele foi voluntário na Segunda Guerra Mundial e serviu na África, Itália e Estados Unidos. Professor em Harvard

no início dos anos 50, recebeu a Medalha de Ouro de Ficção da Academia de Artes e Letras em 1952. Em 1962, ele se aposentou no Arizona por quase dois anos, depois renovou suas viagens. Wilder recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade em 1963 e a Medalha Nacional de Literatura do Comitê Nacional do Livro (primeira vez apresentada) em 1965.

Carreira como dramaturgo

O primeiro trabalho dramático de sucesso do Wilder, que ele começou em Oberlin, foi The Angel That Troubled the Waters (1928). Uma peça de quatro atos, The Trumpet Shall Sound (1919-1920), foi produzida sem sucesso fora da Broadway em 1926. The Long Christmas Dinner and Other Plays in One-Act, publicado em 1931, continha três peças que ganharam popularidade junto a grupos amadores: The Long Christmas Dinner, Pullman Car Hiawatha, e The Happy Journey to Trenton and Camden. Esta última série marcou o uso da marca registrada de Wilder de um palco nu para os atores.

Os primeiros shows da Broadway da Wilder foram traduções: André Obey’s Lucrece (1932) e Henrik Ibsen’s A Doll’s House (1937). Sua dramática reputação elevou-se com Nossa Cidade (1938). Escrito para uma etapa nua, guiado por um narrador, seu roteiro examina uma pequena cidade para “algo muito profundo que é eterno sobre todo ser humano”

Seu trabalho dramático subseqüente, The Merchant of Yonkers, falhou inicialmente em 1938. Quando produzido com ligeiras revisões como The Matchmaker em 1954, provou ser uma farsa fascinante. (Mais tarde reapareceu como a peça musical Hello, Dolly! em 1963, depois um sucesso avassalador). Wilder intermesclou estilo e formas ainda mais ousadas em The Skin of Our Teeth. Aqui, Wilder descreveu a raça humana como defeituosa, mas que vale a pena preservar. Um jogo complexo e difícil com uma dívida para com James Joyce’s Finnegans Wake, tornou-se o trabalho citado para seu último Prêmio Pulitzer em 1943.

O material temático essencialmente conservador, encenado em estilos radicais, tornou as peças de Wilder únicas. Seu trabalho posterior incluiu uma tragédia sem sucesso, A Life in the Sun (ou The Alcestiad, 1955) e três peças curtas de um ciclo pretendido de 14 peças: Uma pessoa de Assis, Infância, e Criança (produzido como Joga para Bleecker Street em 1962).

Carreira como Novelista

Wilder estabeleceu sua reputação como romancista com The Cabala, uma pequena obra que mostrou as preocupações morais de Wilder. A Ponte de San Luis Rey, ambientada no Peru do século XVIII, provou ser imensamente popular e levou ao Prêmio Pulitzer em 1928. A Mulher de Andros (1930), baseado na peça de Terence Andria e ambientado em uma época pagã e cristã, não foi bem recebido. Embora a visão de Wilder sobre a vida tenha suscitado um forte ataque comunista, Heaven’s My Destination (1934), ambientado no meio-oeste americano, cresceu em favor ao longo dos anos. Em The Ides of March (1948), Wilder tentou uma nova abordagem de Júlio César. O Oitavo Dia em 1967 devolveu Wilder a um cenário americano do século 20 que examinava a vida de duas famílias. O último romance de Wilder, Theophilus North, foi publicado em 1973.

Em linha com seus diversos interesses e sua inclinação acadêmica, Wilder deu uma ampla palestra e publicou Suas palestras de Harvard “Toward an American Language”, “The American Loneliness” e “Emily Dickinson” apareceram em the Atlantic Monthly (1952). Seus temas abordados jogam a escrita, a ficção e o papel do artista na sociedade. Sua gama abrangeu desde as obras dos antigos gregos até os dramaturgos modernos, particularmente Joyce e Gertrude Stein. Suas observações e cartas foram publicadas em uma variedade de obras, desde a Um Universo Privado de André Maurois (1932) até a As Flores da Amizade de Donald Gallup (1953).

Wilder morreu de ataque cardíaco em 7 de dezembro de 1975, em Hamden, Connecticut.

Leitura adicional sobre Thornton Niven Wilder

Os detalhes biográficos aparecem de forma mais coesa no estudo perceptivo de Malcolm Goldstein, A Arte de Thornton Wilder (1965). Outros trabalhos críticos incluem Rex Burbank, Thornton Wilder (1961); Bernard Grebanier, Thornton Wilder (1964); Donald Haberman, The Plays of Thornton Wilder: A Critical Study (1967), útil como um interessante livro fonte; e Helmut Papajewski, Thornton Wilder, traduzido por John Conway (1968). Para maiores informações, favor ver David Castronovo, Thornton Wilder (1986); Richard Henry Goldstone, Thornton Wilder, uma bibliografia anotada (1982); Idy Martouskie, Thornton Wilder, 1897-1975 (videotape, 1993); Theophius North, Thornton Wilder, 1897-1975 (1975). Outros trabalhos incluem The Journals of Thornton Wilder: Com Duas Cenas de uma Peça Incompleta, “The Emporium” (1985), e Mirrors of Friendship: The Letters of Gertrude Stein and Thornton Wilder (1996).


GOSTOU? PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS!