Luis Milán Facts


Luis Milán (ca. 1500-c. 1561) foi o primeiro compositor espanhol a publicar uma coleção de música secular.<

Luis Milán nasceu de pais nobres em Valência e, presumivelmente, morreu lá. Sua Libro de música de vihuela de mano; Intitulado El Maestro (1535/1536) foi o primeiro dos sete livros de tablatura de vihuela publicados na Espanha do século XVI. Ele também publicou dois outros livros: um livro sobre jogos de salão para galantes e suas senhoras jogarem, Libro de motes de damas y caualleros; Intitulado el juego de mandar (1535), e El Cortesano (1561; The Courtier), uma imitação do popular livro de etiqueta de Baldassare Castiglione, Il Cortegiano (1528).

Como as outras tablaturas de vihuela espanhola, El Maestro pretende ser um manual auto-instrutivo, peças fáceis de encher livro I, duras livro II. Mas, ao contrário dos outros, não contém transcrições de obras de outros mestres, e a linha superior das seis linhas horizontais da tablatura se refere ao curso mais alto e não ao mais baixo. Dedicado ao rei português João III, El Maestro é a única tablatura espanhola que contém qualquer canção portuguesa. Além disso, ela inclui seis villancicos (canções polifônicas) e quatro romances em espanhol e seis italianos sonetos. embora livres de

peças religiosas, El Maestro termina com uma explicação elaborada dos modos da igreja na música polifônica.

40 fantasias, quatro tentos (alternadamente chamados fantasias, uma palavra que para Milán significa simplesmente “produto da imaginação”), e seis pavimentos entrelaçando a música vocal em El Maestro. Configurações alternadas de dez das peças vocais permitem ao cantor improvisar longas corridas virtuosas entre linhas do texto. As calçadas de Milán, especialmente as das linhas italianas, são as mais transcritas e executadas em vihuela espanhola da Era Dourada.

Milão’s El Cortesano (dedicado a Filipe II) retrata a vida uma geração antes na corte valenciana de Germaine de Foix e seu terceiro marido, Ferdinand, Duque da Calábria. Em retrospecto, Milán se vê como arbiter elegantiarum em sua corte poliglota, onde quase todo mundo era um poeta ocioso em suas caçadas, repartições mordedoras, bests, mascaradas e escapadas amorosas. Juan Fernández de Heredia, seu rival derrotado em uma dessas escapadelas (descrita em El Cortesano, 1874 ed.), foi o poeta valenciano mais famoso da época. Em troca dos cortes espalhados por todos os dias dos seis em que El Cortesanois se dividiu, Fernández de Heredia aconselhou Milán a ficar com a única arte da qual ele era mestre, vihuela tocando (Obras, 1955 ed.). As peças de dança eram seu forte, não cantavam, e como professor Milán era culpado de negligência ou mesmo crueldade, alegou Fernández de Heredia.

Leitura adicional sobre Luis Milán

Milán’s El Maestro foi editado e traduzido por Charles Jacobs (1971) e também foi publicado em notação moderna em uma edição italiana (1965). Milán é discutido em John M. Ward, The Vihuela de Mano and Its Music, 1536-1576, Tese de doutorado da Universidade de Nova York (1953).


GOSTOU? PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS!