Fatos de William Crapo Durant


>b>O industrial americano William Crapo Durant (1861-1947) foi o fundador da General Motors, uma empresa de fabricação de automóveis.<

William C. Durant nasceu em Boston, Mass., em 8 de dezembro de 1861. Ele cresceu em Flint, Michigan, onde se tornou um dos principais fabricantes de carruagens. Em 1886 ele organizou a Durant-Dort Company e ajudou a fazer de Flint a capital dos carruagens da nação.

Durant adquiriu o controle da Buick Motor Car Company em 1904 e a reviveu; em 1908 a Buick era uma das quatro principais empresas automobilísticas. Durant teve uma visão das possibilidades ilimitadas do automóvel, particularmente do carro de preço moderado, e tentou capitalizar essas possibilidades estabelecendo uma empresa de grande escala baseada no volume de produção. Ele pretendia que sua empresa fosse bem financiada, comercializasse uma variedade de automóveis e produzisse muitas de suas próprias peças.

Após uma tentativa de comprar a Ford Motor Company em 1907 fracassar porque Henry Ford queria ser pago em dinheiro, Durant estabeleceu a General Motors Company no ano seguinte. Ele começou com o Buick e acrescentou a Cadillac, Oldsmobile, Oakland (Pontiac), e outras empresas menores. Durant se extendeu demais, e em 1910 a General Motors precisou da intervenção de um sindicato de banqueiros para levantar o fardo da dívida. Durant voltou ao ramo automobilístico em 1911 com o carro Chevrolet. Em 1916, com o apoio da família Du Pont, ele recuperou o controle da General Motors.

Em 1919, a General Motors era uma das maiores empresas industriais americanas, mas Durant exercia pouco controle sobre seu funcionamento; a General Motors estava descentralizada demais para ser eficaz. Quando ocorreu o pânico de 1920, Durant estava super comprometida com o mercado de ações. Ele tentou, sem sucesso, apoiar o preço das ações da General Motors; foi forçado a sair da empresa em 1920 pela Du Ponts, que queria proteger seu grande investimento.

O resto da vida de Durant foi anticlimática. Em 1921 ele fundou a Durant Motors, que não conseguiu se tornar um grande produtor de automóveis. A Durant Motors já estava trêmula quando ocorreu o acidente de 1929; a Depressão então

reduziu drasticamente as vendas de automóveis e resultou, em 1933, na dissolução da empresa. Durant foi à falência em 1935. Durante seus anos restantes, ele se dedicou a uma variedade de empreendimentos comerciais, mas sem sucesso significativo. Ele morreu em Nova York em 18 de março de 1947.

Durant foi um pioneiro na indústria automotiva, e sua criação mais notável, a General Motors, tem dominado o mercado automotivo desde então. Algumas de suas idéias de oportunidade, tais como a entrada da General Motors na fabricação de refrigeradores, foram altamente bem-sucedidas. Entretanto, Durant nunca teve sucesso na organização e estrutura administrativa adequada para a gigantesca empresa que fundou, e a tarefa de converter a General Motors em um monumento duradouro foi deixada a seus sucessores.

Leitura adicional sobre William Crapo Durant

John B. Rae, O Automóvel Americano: Uma Breve História (1965), coloca Durant no contexto de sua época e indústria. Alfred D. Chandler, Jr., Estratégia e Estrutura: Capítulos da História da Empresa Industrial (1962), tem um capítulo que analisa a estratégia administrativa de Durant. Carl Crow, A Cidade de Flint Cresce: A História de Sucesso de uma Comunidade Americana (1945), inclui um breve relato dos primeiros anos de Durant.

Fontes Biográficas Adicionais

Weisberger, Bernard A., The dream maker: William C. Durant, fundador da General Motors, Boston: Little, Brown, 1979.


GOSTOU? PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS!