Fatos de Thomas Oliver Larkin


b>Thomas Oliver Larkin (1802-1858), comerciante e diplomata americano, promoveu ativamente a Revolta da Bandeira do Urso na Califórnia e ajudou a lutar contra aquela província do México pelos Estados Unidos.<

Thomas Oliver Larkin nasceu em 16 de setembro de 1802, em Charlestown, Mass. Órfão aos 16 anos de idade, ele serviu como aprendiz de corretor de apostas. Em 1821, desanimado pelas poucas oportunidades comerciais que viu na Nova Inglaterra, mudou-se para Wilmington, N.C. Lá e na Carolina do Sul durante os 10 anos seguintes ele operou lojas e uma serraria.

Em 1831, convencido de que nunca se tornaria rico nas Carolinas, Larkin navegou para a Califórnia para se tornar escriturário de seu meio-irmão, John Cooper, um capitão de navio que vivia em Monterey. Ele chegou em abril de 1832 e dentro de um ano abriu sua própria loja, prosperando no comércio de couro e sebo. Logo ele teve seu próprio moinho de farinha e estava negociando com o México e o Havaí, comercializando farinha, madeira, batatas, cavalos e peles. Ele também foi pioneiro na especulação de terras na Califórnia.

Em 1844 Larkin foi nomeado cônsul americano em Monterey, cargo que ocupou até 1848. Ele se qualificou para o cargo de cônsul porque, ao contrário de muitos outros imigrantes americanos, ele nunca havia sido naturalizado como cidadão mexicano. Larkin ocupou outros cargos governamentais na Califórnia. Ele era lojista naval (1847-1848) e agente da Marinha (1847-1849). Estes dois empregos eram rotina, mas sua nomeação como agente confidencial (1846-1848) o levou ao conflito para a Califórnia.

Logo após sua chegada à Califórnia, Larkin havia decidido que a província deveria se tornar americana; ele desconfiava fortemente das intenções britânicas e francesas de lá. Como agente confidencial, ele tinha instruções do Presidente James K. Polk para avisar os californianos de qualquer tentativa de transferir a jurisdição da província para a Inglaterra ou para a França e para encorajar os californianos “naquele amor à liberdade e à independência” tão comum entre os americanos. Em resumo, ele deveria promover uma revolução que eventualmente traria anexação.

Larkin seguiu muito bem suas instruções. Em abril de 1846 ele começou a induzir os americanos na Califórnia a pensar na independência, e em julho eles declararam a República da Bandeira do Urso. Esta revolta logo se tornou parte de uma guerra maior entre os Estados Unidos e o México; ela terminou com a aquisição americana da Califórnia.

Larkin serviu seu estado como membro da convenção constitucional de 1849, depois se aposentou da vida pública para se dedicar aos negócios. Ele morreu em São Francisco em 27 de outubro de 1858, de febre tifóide, tendo vivido para ver a Califórnia admitida na União.

Leitura adicional sobre Thomas Oliver Larkin

A melhor fonte sobre a vida de Larkin é The Larkin Papers, editado por George P. Hammond (10 vols., 1951-1964), que contém todos os escritos conhecidos do cônsul americano em Monterey. Também são úteis R. L. Underhill, From Cowhides to Golden Fleece (1939), e J. A. Hawgood, ed., First and Last Consul: Thomas Oliver Larkin (1962; 2d ed. 1970).

Fontes Biográficas Adicionais

Hague, Harlan, Thomas O. Larkin: uma vida de patriotismo e lucro na velha Califórnia, Norman: University of Oklahoma Press, 1990.


GOSTOU? PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS!