Arnold Böcklin Fatos


Pan Pursuing Syrinx (1857) para expressar as polaridades da vida: o sol quente contrasta com as sombras frias e úmidas, e a espiritualidade brilhante da mulher contrasta com a sensualidade escura do homem.

Quando Böcklin voltou à Basiléia com sua esposa italiana, ele completou o quadro que lhe trouxe fama em 1858 quando foi comprado pelo rei da Baviera: Asas nos juncos, uma representação do deus fálico grego com o qual o artista se identificou. Ele lecionou na academia de arte em Weimar de 1860 a 1862, quando retornou a Roma. Chamado à Basiléia em 1866, ele pintou os afrescos e modelou as grotescas máscaras para a fachada do Museu da Basiléia.

Leitura adicional sobre Arnold Böcklin

As principais obras em Böcklin são em alemão. Em inglês, o Volume 7 (1906) da série “Masters in Art” contém uma biografia e resenhas. Obras gerais que lidam com Böcklin são Bernard S. Meyers, The German Expressionists: A Generation in Revolt (1957); Peter Selz, German Expressionist Painting (1957); e Marcel Brion, German Painting (trans. 1959). Ver também H. W. Janson, História da Arte (1962).


GOSTOU? PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS!